Amor em Declínio- XII Capítulo

00:48 Ana Caroline Carvalho do Nascimento 0 Comentarios


XII Capítulo



Então Liz começou a correr, se preocupava agora no que iria vestir, que sapato iria usar e como usaria seu cabelo. Caprichou usando o batom que tinha achado no quarto da sua mãe e por um momento esqueceu de tudo o que estava passando para pensar exclusivamente na impressão que iria passar para seu amado. Sim, Liz estava declaradamente apaixonada. Renato ainda não podia ocupar toda a parte de seus pensamentos, mas quando isso acontecia, era o melhor deles, não dividia com mais nenhum... isso sim, a fazia descobrir o que era de fato o amor.

Estando quase pronta, Liz ouviu quando Renato tinha chegado e conversava com sua família enquanto a mesma ainda finalizava. Então surgiu a preocupação, pois não queria que Renato tivesse contato com o temido Marcos. Liz passou seu perfume preferido apressadamente e correu até a sala, havia esquecido até mesmo de jantar mas sua mãe fez questão de lembrá-la:

-Liz, você não jantou não é mesmo? Pretende sair com fome, mocinha?

- Quando eu chegar eu como algo, mamãe... não estou com muita fome mesmo. Respondeu Liz timidamente.

Renato sentiu que deveria convidar a mesma para fazer um lanche após a programação na igreja, então ousou em pedir:

- Se a senhora me permitisse, gostaria de levar a sua filha para comer algo comigo depois... afinal, também não jantei!

A srª Sanny com um sorriso de satisfação já estava pronta para responder o rapaz que lhe pareceu tão bem educado e generoso quando foi interruptamente barrada por Marcos que passou a frente:

- Não acho conveniente! Liz ainda é muito nova, você sabe... Não acho adequado está por aí até mais tarde.

- Claro! Me desculpe... quem sabe numa próxima mais cedo? Falou com uma voz frustrada o moço.

O mesmo saiu de cabeça baixa ao lado de Liz que se sentia tão mal quanto. Mas assim que viraram a esquina, tudo mudou. As conversas surgiram, as risadas espontâneas também e sobretudo o toque de ambas as mãos.

Chegando a igreja, Liz se sentia muito tímida, era a primeira vez que ela visitava um espaço religioso. Na sua família sempre falaram de Deus pra ela, mas não era algo tão presente nem levado tão a sério. O Nome de Deus ou Jesus eram usados mais por forças de expressões ou por ocasionalidades. Então a mesma não sabia o que fazer naquele ambiente.

Passado momentos de louvores, leituras bíblicas, reflexões... todos se ajoelharam, e Liz foi convidada à fazer o mesmo por Renato que sussurrou em seu ouvido:

- Vamos lá, ajoelhe-se e ore comigo... é só você dizer tudo o que sente para o Senhor! Ele vai te escutar e agir em sua vida!


Liz estava com muita vergonha, viu que Renato já estava se ajoelhando mas sentiu suas pernas travarem... ela queria fazer aquilo, mas algo a impedia, então Liz suspirou, passou a mão na cabeça e...

Continua...

0 comentários:

Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga