Amor em Declínio- VI Capítulo

21:33 Ana Caroline Carvalho do Nascimento 0 Comentarios


VI Capítulo




Liz ignorou a pronuncia do Marcos, que logo se colocou em posição silenciosa.

Então foram todos para casa seguindo um caminho pelo qual não sabiam o que lhe esperavam assim que chegassem ao destino a não ser a certeza de muitas surpresas.

Assim que atravessaram a porta principal, a avó de Liz que ainda se encontrava um tanto debilitada, passou a mão no rosto da neta seguido de lágrimas no rosto e disse:

- Por pouco não saio dessa, minha netinha querida... porém não sei se escaparei da próxima.

Aos prantos Liz discordou:
- Não fale besteira vovó! A senhora ainda irá viver muito...

Marcos mais uma vez tomou à frente da conversa de ambas tentando ser consolador:
- Vamos deixar disso, meninas...o que importa é o agora.Vamos entrar logo e desfrutar desse momento único.

Todos entraram e mais uma vez a noite se aproximava, era um dos maiores receios de Liz desde que Marcos passou compartilhar delas naquela casa.

Em um  momento de paz em seu quarto, se passou na mente de Liz seu amigo Renato, que havia conhecido nos últimos dias, mas que mal teve tempo para conhecê-lo melhor, mesmo sendo tão presente ultimamente. Então resolveu procurá-lo em sua rede social, o que levou menos de um minuto para encontrá-lo já que o mesmo estava inserido no grupo da escola. Liz encheu os olhos vendo as fotos do rapaz que parecia ser muito inteligente, cristão e prendado. Então Liz resolveu deixar-lhe uma mensagem se redimindo por não ter tido tempo de conhecer-lo melhor além de perguntar sobre a última ligação que caiu misteriosamente. Bastou Liz acabar de enviar a mensagem para aparecer Marcos em seu quarto, este que já havia observado a moça por um tempo naquele momento, então retrucou:

- Está apaixonada Liz?

Liz assustada largou prontamente o mouse e com a voz falha respondeu:
- Não, não... do que você está falando?

- Não? E quem é esse rapaz que faz horas que você admira suas fotos? Você não pode esconder mais nada de mim, mocinha... e por isso, irei lhe castigar, venha cá! Falou sarcasticamente Marcos.

- Não, eu lhe suplico! Implorou Liz enquanto se afastava para o canto do quarto.

Nesse mesmo instante apareceu o avô de Liz que de imediato chamou a neta:
- Querida, venha com o vovô! Temos muito o que conversar...

Marcos extasiou. Sentia que sr. Dálio desconfiava de algo, então completou a ordem dele:
- Nessa idade há muito o que conversar mesmo, vovô...

Por que diz isso, Marcos? Por acaso sabe de algo que não estou inteirado sobre a minha neta? Questionou o sr. Dálio.

Marcos estava pronto para inventar mais uma de suas desculpas quando se ouviu a mãe de Liz gritando desesperadamente da cozinha:

- SOOCORROOOOO, POR FAVOR ME AJUDEM!!! 

0 comentários:

Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga